SSVPlogo

A Sociedade da Conferência de S. Vicente de Paulo é uma união de leigos que se dedicam a obras de caridade e auxílio aos necessitados, em paróquias, escolas e fábricas.

A Sociedade de São Vicente de Paulo, conhecida também como Conferências Vicentinas, é uma organização católica internacional de leigos, fundada em Paris/França, a 23 de abril de 1833, pelo jovem universitário Frédéric Ozanam e mais seis companheiros, em resposta aos ateus e materialistas que contestavam: “os católicos devem-se orgulhar da sua religião no passado”. Aspiravam assim, nas próprias fontes da Palavra de Deus e da tradição cristã.

Viver em contacto pessoal com os que sofrem, viver unidos em comum e com tal espírito, é a própria essência e o carácter original da Sociedade de São Vicente de Paulo.

Colocada sob o patrocínio de São Vicente de Paulo, Santo protetor dos Pobres, a Sociedade inspira-se no pensamento e na obra deste santo, esforçando-se, sob o influxo da Justiça e da Caridade, por aliviar os sofrimentos do próximo mediante o trabalho coordenado dos seus membros.

De carácter católico, a Sociedade está aberta a quantos desejem viver a sua fé no amor e no serviço aos irmãos. Fiel aos seus fundadores, procura renovar-se constantemente e adaptar-se às condições mutáveis do mundo.

A sua acção compreende qualquer forma de ajuda, por contacto pessoal, no sentido de aliviar o sofrimento e promover a dignidade e a integridade do homem. A Sociedade não somente procura mitigar a miséria, mas também descobrir e remediar as situações que a geram. Leva a sua ajuda a quantos dela necessitam, independentemente de raça, cor, credo político ou religioso e posição social.

Os membros da Conferência de S. vicente de Paulo são unidos entre si pelo espírito de pobreza e de partilha. Formam no mundo inteiro, com aqueles a quem prestam auxílio, uma só família.

A Conferencia Vicentina de St. André de Canidelo foi agregada em 23 novembro de 1998, e auxilia famílias, através da distribuição mensal de alimentos, fornecimento de vestuário, medicamentos(em casos graves) e empréstimo de cadeiras de rodas e de camas articuladas.

Isto sem esquecer o apoio espiritual e o voluntarismo orientado para que, progressivamente, algumas famílias deixem de necessitar do auxílio material da Conferência Vicentina de St. André de Canidelo.

De momento, o apoio que temos para suportar todas as nossas actividades advém: do Conselho Particular Gaia-Norte da Sociedade S. Vicente de Paulo; do Banco Alimentar do Porto(através do fornecimento de géneros alimentares); da Junta de Freguesia de St. André de Canidelo e dos peditórios feitos mensalmente, porta a porta, na freguesia de Canidelo.

Caso estejam interessados em ajudar esta instituição, necessitamos de roupa para adultos e criança; de alimentos (arroz, massa, azeite, óleo e leite são as maiores carências). Também o voluntariado para as nossas atividades é bem-vindo.

Carta de Agregação da Conferência Vicentina de Stº André de Canidelo (pdf)